Eventos Astronômicos,Planetas

Marte ficará mais próximo da Terra do que nos últimos 15 anos

Marte ficará mais brilhante no céu noturno nas próximas seis semanas do que apareceu em 15 anos. Isso porque o planeta vermelho estará no ponto mais próximo com a Terra desde 2003, durante junho e julho, quando nosso planeta passar entre Marte e o Sol.

Em 27 de julho, quando a aproximação de Marte estiver no auge, o planeta estará a 57 milhões de quilômetros da Terra. Dessa forma, nosso vizinho planetário estará facilmente visível a olho nu ao longo desses dias, superando todas as estrelas mais brilhantes, à medida que se aproxima da Terra.

627722

A razão disso é um fenômeno chamado oposição periélica. Em termos simples, a oposição é quando a Terra passa diretamente entre Marte e o Sol. No mês passado, Júpiter estava em oposição ao nosso planeta, passando a apenas 409 milhões de quilômetros.

A oposição de Marte acontece a cada dois anos – o último foi em maio de 2016. Mas este ano é especial porque dentro de algumas semanas da oposição, o planeta vermelho também atingirá seu ponto mais próximo do Sol em sua órbita, um ponto chamado o periélio. A oposição periélica ocorre apenas uma vez a cada 15 a 17 anos, quando as órbitas da Terra e de Marte se alinham para aproximar os dois planetas.

Para você ter uma ideia, em 2016 a aproximação foi de pouco mais de 75 milhões de quilômetros, ou seja, este ano de 2018 será épico chegando a incríveis 57 milhões de quilômetros de nós.

Se você acompanha sempre nossa página, sabe que esse dia também acontecerá um eclipse lunar visível no Brasil e também é o dia que antecede um pico de uma chuva de meteoros, aumentando a possibilidade de você ver um meteoro cruzando o céu.

Será uma noite épica, portanto, acompanhe nossa página que vamos lançando novidades sobre os eventos e possíveis cobertura ao vivo deles. Bons céus!

Continue lendo...