Planetas

Objeto estranho foi encontrado depois Netuno

Um novo artigo mostra evidências de outro planeta anão no Sistema Solar externo, o que pode fortalecer a ideia do possível Planeta Nove. Os pesquisadores analisaram um objeto além da órbita de Netuno, chamado 2015 BP519. É incomum que sua órbita esteja altamente inclinada acima do Sistema Solar em cerca de 54 graus.

Planet X

Essa órbita leva ele a 35 UA do Sol (1 UA, unidade astronômica, é a distância Terra-Sol), que está dentro da órbita de Plutão, até a incríveis 825 UA. Demora mais de 8.900 anos para completar uma órbita.

E essa órbita massivamente excêntrica é um bom indicador para o Planet Nove. Quando esse planeta foi proposto pelos astrônomos Mike Brown e Konstantin Batygin em 2016, não pudemos vê-lo, mas pudemos ver seus efeitos em outros objetos. Como é o caso de 2015 BP519.

“2015 BP519 acrescenta à evidência circunstancial para a existência deste novo membro proposto do sistema solar”, disse a equipe liderada por Juliette Becker, da Universidade de Michigan.

Este objeto, que pode ter até 1.400 quilômetros de diâmetro, foi descoberto pela Pesquisa de Energia Escura (Dark Energy Survey – DES) em 2014. Agora sabemos que é provavelmente o mais extremo objeto trans-netuniano (TNO), um planeta menor que orbita além de Netuno, já encontrado.

Há uma pequena chance de que sua órbita extrema seja apenas o resultado de processos aleatórios na evolução do Sistema Solar. Isso parece um pouco improvável no momento, observam os pesquisadores. A equipe realizou várias simulações para ver como ela poderia ter atingido sua órbita, e um planeta desconhecido parece a melhor aposta.

 

Nos últimos anos, tem havido muitas novas evidências para o Planet Nove. Com cada peça extra adicionada, o caso fica mais forte. Agora só precisamos encontrá-lo. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.