Uncategorized

O que as cores das estrelas dizem sobre elas

Em uma noite estrelada vemos milhares de estrelas no céu, algumas mais brilhantes, outras mais fracas. Mas o que mais chama a nossa atenção são suas cores, e acredite, isso define coisas importantes da estrela. Primeiramente temos que estar cientes que há uma relação entre a dela cor e a sua temperatura. Então, se soubermos a cor de uma determinada estrela, podemos também saber qual a sua temperatura.

Cinturão de Órion.
Cinturão de Órion.

Dessa forma foi desenvolvida uma classificação espectral que nos permite fazer essa a associação. As temperaturas podem variar muito entre esses corpos celestes, existem estrelas mais frias e outras mais quentes. A chamada classificação espectral de Harvard, associa a cor a temperatura e temos assim temos algumas classes estelares.

Para comparação, a superfície do Sol possui 5.778 Kelvin.

Estrelas azuis: Muito quentes e com temperaturas superficiais acima de 30.000 Kelvin. (Classe O)

Estrelas azuis e brancas: As temperaturas estão entre os 30.000 Kelvin e os 10.000 Kelvin. (Classe B)

Estrelas brancas: Entre os 10.000 Kelvin a 7.500 Kelvin. (Classe A)

Estrelas brancas e amarelas: Possuem entre os 7.500 Kelvin a 6.000 Kelvin. (Classe F)

Estrelas amarelas: Entre 6.000 Kelvin a 5.000 Kelvin. Nesta classe está o nosso Sol. (Classe G)

Estrelas laranjas: As temperaturas estão entre os 5.000 Kelvin e os 3.500 Kelvin. (Classe K)

Estrelas vermelhas: Aqui é classe das mais frias, com temperaturas abaixo dos 3.500 Kelvin. (Classe M)

Claro, nem todas as estrelas destas categorias são visíveis a olho nu, no entanto, quando você for observar o céu novamente lembre-se das temperaturas daqueles pontos brilhantes lá em cima.

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.