Astrobiologia,Exoplanetas

Novos exoplanetas foram encontrados em estrela parecida com o Sol

Uma estrela muito mais antiga do que o Sol, mas semelhante em massa, possui um sistema planetário diferente de tudo que já vimos: Possui pelo menos seis planetas gigantes de gás, com dois na zona habitável. Em nosso atual conhecimento, a vida não pode existir em planetas como esses, pois seu núcleo sólido é tão profundo que as pressões atmosféricas são exorbitantes.

extra_large-1520348451-exomoon

HD 34445 é uma estrela G0, apenas 7% mais pesada do que o Sol e um pouco mais rica em metais. No entanto, em quase o dobro da idade (8,5 bilhões de anos), é mais evoluída, emitindo duas vezes mais luz.

Uma estrela de aparência familiar, a 150 anos-luz de distância, atraiu inevitavelmente o interesse dos caçadores de planetas. As observações foram realizadas há 18 anos, tempo suficiente para detectar a oscilação causada pela órbita dos planetas.

O primeiro dos planetas da HD 34445 a serem descobertos possui uma órbita que dura quase três anos terrestres, marcando um avanço significativo na busca de planetas a distâncias que se aproximam dos gigantes do gás em nosso próprio Sistema Solar.

As novas descobertas incluem planetas com órbitas semelhantes a Vênus, Marte e Mercúrio. Há uma lacuna sobre onde a Terra seria, mas mesmo que contenha um planeta rochoso, a luz extra da HD34445 torna esta região muito quente para suportar água líquida.

Todos os planetas encontrados até agora têm massas pelo menos tão grandes quanto as de Netuno e, portanto, são quase certamente gigantes de gás. Se esses planetas têm luas grandes o suficiente para manter uma atmosfera provavelmente teriam água líquida na superfície.

Infelizmente, à medida que o HD34445 envelhece, está ficando mais brilhante e a zona habitável migra para fora do sistema. Se a vida evoluísse quando a estrela era mais estável, teria sido necessário sair do planeta para sobreviver.

A maioria dos planetas que encontramos além do sistema solar circunda estrelas tão distantes que só podem ser vistas com grandes telescópios. No entanto, mesmo com um par de binóculos você pode ver a HD 34445b a leste de Betelgeuse se os céus estiverem suficientemente escuros. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.