Estrelas

Nave espacial registra nebulosa com formato estranho

A espaçonave Gaia está atualmente realizando um empreendimento incrível mapeando a posição de 1 bilhão de estrelas na Via Láctea. Gaia é uma missão da Agência Espacial Europeia (ESA) e a ESA publicará os novos dados dentro de algumas semanas. Então a agência decidiu colocar um pequeno lembrete do que foi alcançado até agora.

extra_large-1522838321-cover-image

As imagens divulgadas são de uma nebulosa escura que faz parte da Orion Molecular Cloud. A nebulosa é contrastada, cheia de estrelas. Sua forma foi comparada a um gato, com dois olhos e duas patas na frente, ou o perfil de uma raposa, onde uma das patas é seu focinho.

A ESA divulgou as imagens porque elas mostram as duas abordagens diferentes usadas pelo programa para mapear as estrelas. Gaia pode produzir mapas de densidade do céu, que são compilados mapeando o número total de estrelas em cada pixel. Os astrônomos podem usá-lo para revelar a distribuição de objetos estelares em uma área específica do céu. A imagem acima é um mapa de densidade.

A outra abordagem, vista abaixo, é um mapa de fluxo. A equipe fez isso mapeando a radiação total, ou fluxo, registrada pela espaçonave em cada pixel da imagem. Uma vez que se concentra no brilho das estrelas, os objetos mais maciços e brilhantes dominam este mapa.

content-1522838140-gaia-oriongalflux-625

Combinando esses dois mapas, com posições tridimensionais precisas das estrelas, a equipe espera em breve reconstruir a estrutura desta nebulosa escura, assim como muitas outras, em 3D. Gaia é equipada com uma câmera de bilhões de pixels. É tão precisa que pode calcular o tamanho de uma moeda na Lua e é tão sensível que pode detectar objetos 500.000 vezes mais fracos que o limite do olho humano. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.