Planetas

NASA colidirá sonda em asteroide para salvar a Terra

A humanidade continua lamentavelmente despreparada contra a ameaça de impacto de um asteroide, mas as agências espaciais puseram em prática planos para testar a tecnologia que um dia poderia salvar nosso planeta. A NASA está se preparando para lançar o DART, o Teste de Redirecionamento de Asteroides Duplos, que terá como objetivo atingir um asteroide e mudar sua órbita para derrubá-lo de uma vez por todas em outubro de 2022.

O alvo é um asteroide duplo chamado Didymos. O corpo principal tem cerca de 800 metros, com um satélite apelidado de Didymoon de 160 metros de diâmetro. O DART pretende causar impacto na superfície da Didymoon e criar uma mudança detectável em sua órbita. A NASA aprovou a missão para um lançamento em junho de 2021.

A espaçonave pesará 500 quilos e, se tudo correr bem, colidirá com Didymoon a 6 km/s. Isto irá criar uma mudança na velocidade do pequeno satélite em 0,4 milímetros por segundo. Uma pequena fração, mas grande o suficiente para criar uma mudança significativa na órbita.

O DART era originalmente parte de uma colaboração internacional ambiciosa chamada AIDA, a Avaliação de impacto e Deflexão de Asteroides. O plano originalmente tinha duas espaçonaves, a AIM e DART. AIM, por outro lado, chegou ao fim quando a Agência Espacial Europeia retirou o apoio devido a um choque no financiamento.

A missão, apesar dos contratempos, já foi alterada e agora é chamada de Hera. Ela realizará a maioria da observações, sendo capaz de medir os efeitos pós-impacto. Hera não estará viajando sozinha. Será acompanhado por dois CubeSats, nanossatélites menores que uma caixa de sapatos.

Esses planos já estão em andamento para ter esse CubeSat em conjunto nas costas da DART, bem como para conduzir uma análise imediata do impacto. É chamado LICIA e atualmente está sendo desenvolvido pela Agência Espacial Italiana. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.