Eventos Astronômicos

Meteoro gigantesco transforma noite em dia no sul do Brasil

Na madrugada do dia 12 de abril, câmeras da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (BRAMON), em Taquara, no Rio Grande do Sul e Monte Castelo, em Santa Catarina registraram imagens impressionantes de um meteoro gigante rasgando o céu e, literalmente, transformando a noite em dia.

Os vídeos e imagem foram capturados pelas estações JJS1/SC e CFJ2/RS, além do satélite GOES-16. Em uma postagem em seu site oficial, a BRAMON divulgou a análise das imagens registradas pelas estações e concluiu-se que o meteoroide, pesando entre 6.3 e 16 Kg, atingiu a atmosfera da Terra sobre o Oceano Atlântico, a uma velocidade de 33,95 km/s, ou, 122.200 km/h. Ele foi visto e registrado por alguns segundos, às 3h21 (horário de Brasília).

Trajetória do meteoro. (Créditos: BRAMON)

Toneladas de material meteorítico caem na Terra todos os dias, no entanto, muitos deles não passam do tamanho de grãos de areia. Em alguns casos, essas rochas espaciais podem ter até o tamanho de um carro. Se for pequeno demais, é consumido totalmente na entrada na atmosfera e se possuir um tamanho considerável, parte da rocha sobrevive e chega ao solo. A BRAMON diz em sua postagem que esta rocha foi total consumida.

“O objeto foi totalmente consumido em sua passagem atmosférica até atingir a altitude de 36.83 km, a cerca de 145 km da costa do Rio Grande do Sul”, disse a rede. Os especialistas ainda chamam este tipo de evento de “bólido”, que é nada mais nada menos que um meteoro de altíssimo brilho.

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.