Eventos Astronômicos

Fenômeno astronômico marcará este final de semana

No primeiro dia do ano já tivemos uma incrível Superlua para começarmos o ano observando algo espetacular no céu. E agora, no primeiro final de semana de 2018, teremos um outro fenômeno ainda mais incrível: a conjunção entre Marte e Júpiter. O evento promete dar um show no céu entre os dias 07 e 08/01.

Uma conjunção planetária acontece quando dois astros ficam próximos um do outro para um observador na Terra. O que vai acontecer neste final de semana é exatamente isso, os planetas Marte e Júpiter ficaram muitos próximos no céu da Terra, possibilitando uma visão incrível no céu.

Em uma simulação do fenômeno no programa Stellarium, que você pode ver logo abaixo, os planetas parecem estar tão juntos que unificam seu brilho como se fosse apenas um astro. Eles não ficarão exatamente assim no céu, no entanto, estarão muito próximos a ponto de formar a bela configuração que poderemos visualizar na noite de sábado (06/01) para domingo (07/01). Os dois planetas nascerão na madrugada de sábado às 3h (horário de Brasília) na direção Leste.

Screenshot_3

Na noite de domingo para segunda (08/01) ainda será possível ver, mas não tão próximos quanto na noite anterior. Aproveite para tirar algumas fotos, pois até mesmo câmera de celular é capaz de registrar os dois astros. A Lua também estará no céu, mas na fase minguante, quando sua face está ficando menos iluminada, e assim não prejudicará a visualização do fenômeno.

Para observar, você não precisará de nenhum equipamento especial. Este tipo de evento pode ser visto apenas a olho nu, mas se você tiver algum telescópio não deixe de observar os dois planetas.

Se o céu da sua cidade estiver nublado, não se preocupe. Nossa página realizará uma transmissão ao vivo a partir das 3h30min (horário de Brasília) da madrugada de domingo e você poderá assistir no play logo abaixo:

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.