Planetas

Um misterioso gel foi encontrado no lado oculto da Lua

O veículo lunar Chang’e-4, da China descobriu uma substância incomum semelhante a um gel com um “brilho misterioso” no lado oposto da Lua. O veículo espacial vagueia lentamente pelo lado menos conhecido da Lua desde o pouso histórico da missão em janeiro. Em nove meses, o veículo espacial cobriu um total de 271 metros, explorando crateras, enquanto a sonda enviou de volta vistas espetaculares – e, é claro, sem precedentes – do lado oposto da Lua.

Em 28 de julho, três dias após o início do dia lunar 8 (os dias lunares duram 29 dias terrestres, então o Yutu-2 – um outro robô secundário da missão – está passando por duas semanas de “dia” e duas semanas de “noite”. No entanto, enquanto examinava uma foto panorâmica da cratera que o rover acabava de explorar, algo curioso chamou a atenção do membro da missão, Yu Tianyi.

Lá, para surpresa da equipe, eles viram o que descreveram como um gel com um brilho misterioso e uma forma e cor significativamente diferentes do solo circundante. Desde então, o Yutu-2 examinou a cratera usando seu espectrômetro de infravermelho visível e próximo (VNIS), que detecta a luz refletida nos materiais para entender sua composição química e, embora os cientistas chineses não tenham revelado mais informações sobre o que eles pode ter encontrado, outros especialistas avaliaram o que eles acham que poderia ser essa anomalia.

As trilhas de Yutu-2 na substância “semelhante a gel”. (Créditos: CNSA)

Segundo o portal Space.com, os cientistas não envolvidos no projeto sugerem que o material possa ser vidro, formado por meteoritos que atingem a superfície da Lua com tanta força que derrete a rocha lunar. Ao empreender esse novo e emocionante descobrimento, o Yutu-2 percorreu 1,96 metros em um dia, quebrando seu próprio recorde de distância. Não ria, é o mais rápido que já se mexeu.

Desde então, a missão fez germinar a primeira planta no outro lado da Lua e descobriu que a noite lunar é muito mais fria do que pensávamos. Ambos robôs Chang’e-4 e Yutu-2 acabaram de acordar para o dia lunar 9, e durante esse período o Yutu-2 continuará sua jornada para o oeste lunar, onde esperamos revelar mais informações sobre esse lado misterioso do nosso satélite natural. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.