Eventos Astronômicos

NASA se prepara para grande impacto de asteroide

O impacto de um grande asteroide com o nosso planeta é muito improvável, mas isso não significa que não devemos estar preparados. A NASA e a Agência Federal de Gestão de Emergência (FEMA) acabaram de ter seu terceiro exercício para simular como as duas agências devem se juntar em caso de um evento como esse.

“Não é uma questão de se, mas quando vamos lidar com essa situação”, disse Thomas Zurbuchen, administrador associado da Diretoria de Missões Científicas da NASA. “Mas ao contrário de qualquer outro momento da nossa história, agora temos a capacidade de responder a uma ameaça de impacto através de observações contínuas, previsões, e planejamento de resposta”, concluiu ele.

O evento contou com diversos cientistas para discutir a melhor forma de coletar, analisar e compartilhar os dados em um cenário onde descobrimos que um asteroide está em rota de colisão com o nosso planeta. Eles imaginaram, por exemplo, que um asteroide hipotético de 100 a 250 metros de diâmetro tinha uma probabilidade de 2% de impactar nosso planeta em 20 de setembro de 2020.

extra_large-1478538121-cover-image

Com base nisso, eles discutiram uma missão de desviar o astro. Esse cenário foi criado também para fazer uma espécie de escala de tempo muito curto, onde a NASA teria que preparar e lançar uma missão espacial. As equipes pensaram na melhor forma de realocar a população de áreas metropolitanas como Los Angeles, bem como muitas outras cidades ao longo da costa. Eles analisaram como as infra-estruturas poderiam ser afetadas, bem como o potencial de dados que podia estar disponível para os cientistas.

Não foram apenas os desafios técnicos que eles estavam preocupados. As duas agências olharam para a melhor forma de informar o público sobre os perigos, e até mesmo como para contrariar a propagação de rumores e informações falsas.

Todos essas situações são de valor inestimável na preparação para o pior, mas esperemos que eles nunca terão de ser postas em prática. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.