Marte chegará mais próximo da Terra nesta terça-feira

Você acompanhou nossa página há poucos dias? Se sim, você deve ter ficado sabendo da oposição de Marte que pôde ser vista a partir do dia 27/07. No entanto, hoje, dia 31/07, o evento chega a seu ponto de ápice e Marte ficará incrivelmente brilhante no céu noturno. Visível a noite inteira, o planeta vermelho nascerá na direção Leste promete dar um show estando mais próximo da Terra.

Não, Marte não ficará gigante em nosso céu. Ele estará mais brilhante por dois fatores: a oposição e aproximação. O planeta vai estar a 57 milhões de quilômetros da Terra e sua face estará oposta a nós, isso quer dizer que em um plano do sistema solar, o Sol, a Terra e Marte estão alinhados e a face do planeta virada para a Terra está 100% iluminada. Sua proximidade também influenciará, afinal, o planeta pode chegar a 100 milhões de quilômetros e hoje estará a quase metade dessa distância.

Essa conjunção de fatores é chamada oposição periélica e ocorre apenas uma vez a cada 15 a 17 anos, quando as órbitas da Terra e de Marte se alinham para aproximar os dois planetas.

Para você ter uma ideia, em 2016 a aproximação foi de pouco mais de 75 milhões de quilômetros, ou seja, este ano de 2018 será épico chegando a incríveis 57 milhões de quilômetros de nós. Mas, embora Marte possa parecer brilhante e bonito do seu quintal, a realidade no planeta é muito menos amigável. Atualmente, uma tempestade de poeira está atingindo Marte e se tornou uma tempestade gigantesca, tomando o planeta inteiro. No final, isso pode ajudar a aumentar o brilho de Marte, afinal, a poeira pode ser mais reflexiva do que o solo marciano.

Caso o céu da sua cidade nuble se você não consiga observar, nós da Mistérios do Espaço vamos tentar realizar uma transmissão ao vivo às 21h com Marte pelo telescópio.

Transmissão será feita em nossa página. Mas ATENÇÃO: live sujeita a cancelamento por condições climáticas.

Natural de Conceição do Coité, na Bahia, estudante de Comunicação Social, com ênfase em Rádio e TV, trabalha com divulgação científica na internet e é o fundador do projeto Mistérios do Espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *