Planetas

Esse é o verdadeiro motivo da NASA não ter voltado na Lua

Há quase quarenta e nove anos, dois americanos pousaram na Lua e pisaram em sua superfície. A notícia se espalhou pelo mundo causando uma grande euforia da população, afinal, um grande marco histórico, onde humanos pisavam em outro corpo celeste pela primeira vez na história, estava sendo concretado ali.

moon

Depois da missão histórica em 1969, houveram outras logo depois. Cerca de cinco expedições chegaram na Lua até dezembro de 1972, até que o astronauta Eugene Cernan finalizou as aterrissagens de humanos na superfície lunar.  Nenhum outro humano voltou ao satélite natural nesses 48 anos. Mas por que?

O principal motivo está ligado aos custos. Enviar uma nave para Lua é extremamente caro, e sem contar os perigos até lá. E também, os atuais foguetes e ônibus espaciais da NASA não são capazes de ultrapassar a órbita baixa da Terra para alcançar a Lua com a quantidade de equipamento necessário para uma expedição tripulada.

“A quantidade de energia necessária para acelerar esse tipo de carga da Terra não existe mais”, disse Jeff Hanley, gerente do antigo programa Constellation da NASA. “Desde aquela época esta nação retirou essa capacidade”, concluiu ele.

O professor de astronomia MIchael Rich, da Universidade da Califórnia em Los Angeles, disse a BBC que “enviar uma nave tripulada à Lua era extremamente caro, e realmente não há uma explicação verdadeiramente científica para sustentá-la”. Como os EUA já tinham “conquistado” a Lua, o interesse de retornar lá foi se perdendo, e então ele ainda acrescenta que “não havia justificativa científica ou política para ir lá novamente”.

Levando em conta que já temos muitos dados para estudar a Lua em vários aspectos, a retornar lá seria um certo desperdício de dinheiro e recursos. Uma missão como essa exige uma preparação milimetricamente cuidadosa, e ir lá não é tão fácil assim.

Durante as missões que já tivemos na história, foram coletadas amostras de rochas, deixados equipamentos na superfície e temos até robôs por lá. Assim não é necessário, pelo menos por agora, ir no nosso satélite natural. Mas isso não quer dizer que a NASA e outras agências espaciais não tenham planos reais de voltar lá algum dia.

Em dezembro de 2017, o atual presidente americano Donald Trump assinou a Diretiva da Política Espacial 1, que encarregou a NASA de retornar humanos à Lua em vez de prosseguir o projeto Journey to Mars da administração anterior. Para entender melhor, acesse esse artigo em nosso site.

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.