Exoplanetas,Planetas

É assim que a Terra pareceria se fosse detectada por um alienígena

O universo não é apenas sobre nós, sabe? Se houver outras formas de vida inteligentes por aí, elas também podem estar procurando nos céus por exoplanetas distantes abrigando criaturas que pensam da mesma maneira. Se eles tiverem muita sorte, podem até encontrar o planeta Terra. Mas isso levanta a questão: o que os alienígenas veriam se estivessem estudando nosso planeta?

Um novo estudo do Instituto de Tecnologia da Califórnia usou métodos científicos para criar “um mapa alienígena bidimensional”, mostrando como a Terra poderia parecer se fosse estudada a partir de um planeta distante além do nosso Sistema Solar usando tecnologia semelhante à nossa.

Para começar, eles coletaram cerca de 10.000 imagens da Terra registradas pelo Observatório Espacial do Espaço Profundo, um satélite NOAA que é usado para estudar o clima espacial e observar nosso planeta. Eles então compilaram essas imagens e as usaram para construir um mapa da Terra usando apenas observações a partir de propriedades reflexivas do planeta, como se não tivessem conhecimento das características da Terra, como seus mares e massas terrestres.

Como você pode ver o produto final (abaixo), a imagem parece essencialmente uma imagem extremamente vaga da Terra, completa com contornos sutis que denotam massas de terra, mares e formações de nuvens.

Um mapa de superfície 2D da Terra, tratado como um exoplaneta. (Créditos: Instituto de Tecnologia da Califórnia)

Embora cientistas e escritores de ficção científica suspeitassem de sua existência por séculos, o primeiro exoplaneta só foi detectado oficialmente em 1988. Mais alguns foram detectados nos anos seguintes, e então veio um boom de descobertas. A partir de 22 de agosto de 2019, um notável número de 4.107 exoplanetas confirmados estão agora listados na Enciclopédia de Planetas Extrassolares.

Um dos métodos usados ​​pelos astrônomos para detectar esses planetas distantes envolve estudar cuidadosamente a luz emitida pelas estrelas. Se a luz das estrelas tem uma oscilação constante, isso sugere que um planeta está orbitando ao redor da estrela. Isso porque mostra que os comprimentos de onda da luz das estrelas são alternadamente espremidos e esticados à medida que a estrela se move um pouco mais para perto, depois um pouco para longe de nós, devido a influência gravitacional dos planetas orbitando-a.

Diferentes gases e substâncias químicas na atmosfera absorvem diferentes comprimentos de onda da luz à medida que ela passa, é com isso podemos também ter uma noção do que alguns exoplanetas são feitos e da composição de sua atmosfera.

Em teoria, essa nova pesquisa poderia ser usada como uma ferramenta para encontrar exoplanetas com características semelhantes à da Terra no futuro. Os astrônomos estão particularmente interessados ​​em caçar exoplanetas semelhantes à Terra, uma vez que sugerem que eles têm uma atmosfera e geologia semelhantes a nós, o que significa que poderiam potencialmente ser o lar de algum tipo de vida. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.