Eventos Astronômicos

Cometa pode explodir em brilho e ficar visível da Terra

Um cometa recentemente descoberto está chamando a atenção de astrônomos e entusiastas do céu, à medida que se torna mais brilhante do que o esperado nos últimos dias. O corpo celeste foi descoberto em 28 de dezembro de 2019 usando o Sistema de Alerta de Asteroide com Impacto Terrestre (ATLAS), no Havaí e ficou conhecido como C/2019 Y4 ATLAS.

Agora em março, ele brilha com o brilho de uma estrela de 8a magnitude – ainda não visível aos nossos olhos – mas ao alcance de telescópios de tamanho médio em céu escuro. O cometa está atualmente cruzando a órbita de Marte e se aproximando do sistema solar interno. À medida que se aproxima de nós, fica ainda mais brilhante.

O cometa ATLAS deve tornar-se brilhante o suficiente para ser facilmente visível em binóculos e talvez brilhante o suficiente para ser visto a olho nu em locais de céu escuro. No entanto, é importante ressaltar que cometas são notoriamente imprevisíveis. Em outras palavras, tudo pode acontecer e ele ficar incrivelmente brilhante ou não – teremos que esperar para ver.

O astrônomo Alessandro Marchini, diretor do Observatório Astronômico da Universidade de Siena, na Itália – cujo número de mortos pela COVID-19 está aumentando dramaticamente – informou ao portal EarthSky que, “durante o período surreal da emergência de saúde por conta da Covid-19, estou tentando usar nossos canais sociais para entreter pessoas forçadas a ficar em casa. Esta noite observei o cometa  C/2019 Y4 ATLAS durante uma transmissão ao vivo do Facebook e aqui está um lapso de tempo que fiz com as imagens que adquiri com o nosso telescópio”.

O cometa C/2019 Y4 ATLAS chegará mais perto da Terra em 23 de maio de 2020. Seu periélio ou a aproximação mais próxima do Sol ocorrerá em 31 de maio de 2020.

Se as previsões estiverem corretas, o cometa ATLAS pode atingir uma magnitude visual de +5 por volta de 1º de maio de 2020. Isso é teoricamente brilhante o suficiente para ser visto com os olhos. As estimativas do pico de brilho do cometa variam de magnitude +2 a -6 durante a aproximação mais próxima do Sol, mas saiba que muitos cometas fracassam e nunca atingem o brilho esperado. Teremos que esperar e ver.

Órbita do cometa C/2019 Y4 (ATLAS). (Créditos: NASA)

Cálculos da NASA indicam que o cometa ATLAS leva cerca de 6.025 anos para completar uma órbita ao redor do Sol. Observações mostram que tem uma órbita semelhante ao Grande Cometa de 1844, o que sugere que o cometa ATLAS pode ser um fragmento do mesmo cometa de 1844.

O cometa C/2019 Y4 (ATLAS) fornecerá um bom show ou apenas fracassará? Vamos ficar de olho nisso. Mas por enquanto, fique em casa e mantenha-se seguro do novo coronavírus.

Traduzido e adaptado de EarthSky
Por Eddie Irizarry

Continue lendo...