Cientistas detectam poderosas ondas de rádios vindas de fora da Via Láctea

Os cientistas observaram a mais poderosa explosão de ondas rádio já detectada e que emana de fora da nossa própria galáxia.

O sinal, que os pesquisadores dizem que viajou pelo menos um bilhão de anos-luz para chegar à Terra, durou apenas uma fração de segundo. A observação dele poderia nos ajudar a entender mais sobre as lacunas épicas que existem entre galáxias, chamada de rede cósmica.

“Esses sinais são pulsos extremamente curtos, mas intensos, cada um durando apenas cerca de um milésimo de segundo”, disse o astrofísico Ryan Shannon, da Universidade de Curtin, na Austrália. “Alguns são descobertos por acidente”, concluiu ele.

Mas apesar desta aparente raridade, os cientistas realmente acham que esses fenômenos intensamente poderosos estão acontecendo o tempo todo – nós que não notamos. “Estimamos que existam entre 2.000 à 10.000 destas explosões ocorrendo no céu todos os dias”, disse o astrônomo Vikram Ravi.

Quando estas ondas de rádio viajam através do espaço, elas passam através de uma gama de matéria – incluindo gases, partículas ionizadas e campos magnéticos – que podem distorcer a onda em seu caminho. Mas a FRB 150807 – como foi chamada – apareceu apenas estar fracamente distorcida, o que sugere que a poeira do espaço e campos magnéticos em toda a rede cósmica são menos turbulentos do que o gás ou outro material da Via Láctea.

Graças a qualidade do sinal, a equipe conseguiu achar sua origem em um pequeno punhado de galáxias, sendo que o candidato mais provável no local é um sistema de estrelas chamado de VHS7, localizado entre 3,2 à 6,5 bilhões de anos-luz de distância.

Enquanto ainda há muita coisa que não sabemos sobre essas ondas de rádio, este esclareceu que nem todas essas explosões vêm de nossa própria galáxia, mas também de fora dela. Alguns cientistas até pensaram que os sinais poderiam ser explicados por fenômenos que ocorrem dentro da Via Láctea. [ScienceAlert]

Sou natural de Conceição do Coité, na Bahia e atualmente trabalho com a divulgação científica na internet, principalmente nas páginas Universo Racionalista e Mistérios do Espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *