Astrônomos encontram exoplaneta diferente de tudo que já vimos

Os astrônomos descobriram um mundo que é diferente de qualquer coisa que já vimos, envolto em uma atmosfera sufocante de monóxido de carbono. É chamado WASP-18b, e está localizado a 325 anos-luz da Terra.

“A composição do WASP-18b desafia todas as expectativas”, disse Kyle Sheppard do Goddard Space Flight Center da NASA. “Nós não conhecemos nenhum outro planeta extrasolar, onde o monóxido de carbono domina completamente a atmosfera superior”, completou.

extra_large-1512147167-cover-image

O planeta, que é 10 vezes a massa de Júpiter, foi estudado usando os telescópios espaciais Hubble e Spitzer da NASA. Ele orbita sua estrela em 23 horas a uma distância de apenas 3,1 milhões de quilômetros, 50 vezes mais perto que a órbita terrestre no Sol.

Nesta proximidade, o planeta é conhecido como um Júpiter quente, uma classe de planetas gigantes que orbitam extremamente perto de sua estrela hospedeira. Como tal, é provável que tenham temperaturas ardentes.

A luz da atmosfera deste planeta mostrava algo que não havia sido visto antes. Ela insinuou uma atmosfera com muito monóxido de carbono e muito pouco vapor de água.

“A única explicação consistente para os dados é uma superabundância de monóxido de carbono e muito pouco vapor de água na atmosfera de WASP-18b, além da presença de uma estratosfera”, disse Nikku Madhusudhan, co-autor do estudo da Universidade de Cambridge, Reino Unido. “Esta rara combinação de fatores abre uma nova janela para a nossa compreensão dos processos físicos e químicos em atmosferas exoplanetárias”, concluiu.

As observações sugerem que há monóxido de carbono quente na estratosfera, a camada externa da atmosfera e monóxido de carbono mais frio abaixo da troposfera.

O planeta também pode conter 300 vezes mais elementos pesados do que outros gigantes de gás. Isso pode sugerir que ele se forma originalmente mais distante da estrela antes de migrar para mais perto. De qualquer forma, ele é um mundo estranho e maravilhoso. Quem sabe o que mais podemos encontrar lá. [IFLS]

Sou natural de Conceição do Coité, na Bahia e atualmente trabalho com a divulgação científica na internet, principalmente nas páginas Universo Racionalista e Mistérios do Espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *