Estrelas

Astrônomos descobrem a origem do sinal vindo de estrela próxima

Os astrônomos que detectaram “sinais estranhos” que pareciam vir de uma estrela pequena e fraca, finalmente chegaram ao fundo do mistério. Os pesquisadores detectaram o sinal em 12 de maio usando o Observatório de Arecibo, um enorme telescópio de rádio construído dentro de um sumidouro porto-riquenho.

Os sinais pareciam vir de Ross 128, uma estrela anã vermelha localizada a cerca de 11 anos-luz da Terra. A estrela é cerca de 2.800 vezes mais fraca do que o Sol e ainda não se sabe existem planetas por lá.

Arecibo.
Arecibo.

Abel Méndez, um astrobiólogo da Universidade de Porto Rico em Arecibo, disse em 14 de julho que a estrela foi observada por 10 minutos, período durante o qual o sinal foi observado como sendo “quase periódico”. Enquanto Méndez e astrônomos no Instituto de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (SETI) duvidaram que a vida alienígena fosse responsável, eles queriam ter certeza – então eles começaram uma nova rodada de observações com o Arecibo no domingo 16 de julho.

Os dados recentes levaram quase uma semana para serem baixados dos servidores do Arecibo, e o que eles encontraram não indica, aparentemente, relação com vida alienígena. “A melhor explicação é que os sinais são transmissões de um ou mais satélites geoestacionários”, escreveu Méndez, em um comunicado.

“Isso explica por que os sinais estavam dentro das frequências dos satélites e só apareceu e persistiu em Ross 128, a estrela está perto do equador celestial onde muitos satélites geoestacionários são colocados”, disseram os astrônomos.

Bom, não foi dessa vez que encontramos sinais de alienígenas. Que a busca continue! [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.