Eventos Astronômicos

Acontece neste final de semana a chuva de meteoros Líridas

Neste final de semana, entre os dias 20, 21 e 22 acontece o pico da chuva de meteoros Líridas, uma das mais belas chuvas do ano. Causada pelo cometa C/1861 G1, as Líridas podem produzir até 15 meteoros por hora, sendo que em alguns anos esse número pode chegar a 100.

Neste exato momento vários cometas estão vagando pelo espaço, quando eles se aproximam do Sol, eles aquecem e liberam uma nuvem de detritos que ficam à deriva. A Terra então passa por essa nuvem e os detritos acabam sendo atraídos para o nosso planeta. Eles entram na atmosfera a velocidades altíssimas e queimam, produzindo lindos rastros luminosos que vemos a noite – fenômeno popularmente chamado de “estrela cadente”.

Aqueles que moram no Hemisfério Norte estão melhor situados para vislumbrar alguns meteoros, mas o evento também é visível no Hemisfério Sul entre a meia-noite e o amanhecer. Como com qualquer chuva de meteoros, o melhor lugar de visualização é longe das luzes da cidade e é interessante que você fique fora por cerca de 20 a 30 minutos para permitir que seus olhos se ajustem à pouca luz.

A visibilidade também pode ser prejudicada pela luz da Lua, já que durantes esses dias ela está próxima da fase cheia e a luz refletida do nosso satélite natural ofusca a atmosfera e pode ocultar os meteoros menos brilhantes.

Radiante das Líridas. (Créditos: Stellarium)

Para observar é muito simples, basta localizar o radiante, que é a constelação de Lyra – use aplicativos como SkyMap ou Stellarium para se situar – mas se você tem uma boa noção de direção, basta olhar entre o leste e o norte. Vale ressaltar que a constelação nasce no horizonte por voltas das 23h.

Lembrando que chuvas de meteoros são para serem vistas a olho nu, afinal, seus olhos te possibilitarão um campo de visão aberto e uma melhor visualização do que você conseguiria usando um telescópio, por exemplo. Se ainda assim sua cidade nublar ou por algum motivo você poderá sair para ver, nós iremos transmitir ao vivo com câmera especial para registro de meteoros – acompanhe ao vivo no play abaixo a partir das 22h e seguiremos até a madrugada.

Bons céus!

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.