Planetas

5 fatos extraordinários sobre Plutão

Plutão era o último planeta na ordem do sistema solar, quando foi rebaixado para categoria de planeta-anão pela União Astronômica Internacional. Apesar da decisão, muitos cientistas ainda acreditam que o pequeno planeta deveria estar na principal categoria planetária. Pluto foi descoberto em 1930 e possui um período orbital de 248 anos, ou seja, desde que foi detectado, ele ainda não completou uma volta ao redor do Sol.

Além desses fatos interessantíssimos, nós preparamos uma lista com alguns outros que talvez você desconheça. Confira logo abaixo.

Possui MUITO mais luas que a Terra

Existe aquele ditado que “tamanho não é documento” e parece ser válido para Plutão. O planeta anã têm 5 luas conhecidas e elas são Charon (descoberto em 1978), Hydra e Nix (ambos descobertos em 2005), Kerberos (descoberta em 2011) e Styx (descoberta em 2012).

Plutão às vezes têm atmosfera e é maior que a Terra

Quando a órbita elíptica de Plutão o aproxima do Sol, seu gelo superficial descongela e forma uma fina atmosfera primariamente de nitrogênio que lentamente escapa do planeta. Ele também tem uma névoa de metano que se estende por cerca de 161 quilômetros acima da superfície. Essa atmosfera pode chegar a ficar maior que o nosso planeta, como revela a comparação acima.

Um dia em Plutão é a mesma coisa que uma noite de Lua cheia na Terra

Isto acontece porque ele está localizado incrivelmente longe do Sol – a aproximadamente 5.945.900.000 km. Dessa forma, a intensidade de luz solar lá é comparável a intensidade da luz do luar na Terra.

O atraso da luz solar

Por causada da distância imensa citada logo acima, nem mesmo a luz, que viaja a aproximadamente 300.000 km/s, consegue chegar rápido em Plutão. Enquanto para chegar na superfície da Terra, ela leva 8 minutos, em Plutão leva incríveis 5 horas.

Plutão é menor que algumas luas do sistema solar

Ganimedes, Titã, Calisto, Io, Europa, Tritão e a lua da Terra são maiores que o planeta anão. Plutão tem 66% do diâmetro da lua da Terra e 18% da sua massa.

Bônus: A órbita de Plutão é incrivelmente excêntrica

Isso leva ele a oscilar entre 4,4 e 7,3 bilhões de quilômetros do Sol, o que significa que Plutão pode ficar mais próximo do Sol do que Netuno.

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.