Uncategorized

Nova missão para a Lua pode provar que a ida à Lua não foi uma farsa

Cientistas alemães querem enviar duas sondas móveis para a Lua, e dizem que poderão inspecionar o veículo lunar deixado pela missão Apollo 17 em 1972.

Os pesquisadores por trás da ideia, chamados os Cientistas da PT (Part-Time), estão se associando com o fabricante alemão de carros Audi, para participar do concurso Google Lunar X Prize.

O primeiro grupo privado que conseguir pousar um veículo autônomo na Lua, viajar mais de 500 metros, e tirar fotos da Terra ganha um prêmio de US$ 30 milhões.

Para chegar à Lua, a equipe acaba de assinar um contrato com a empresa aeroespacial ‘Spaceflight Industries’, para engatar um elevador em um foguete antes do final de 2017 – provavelmente em um SpaceX Falcon 9.

Para atingir seu objetivo, o grupo está desenvolvendo duas peças-chave de tecnologia: o módulo ALINA, para chegar à superfície da Lua, e dois Audi Lunar Quattro, para fazer a exploração real.

Design do módulo ALINA. Créditos: PT Scientists.
Design do módulo ALINA. Créditos: PT Scientists.

Os Audi Lunar Quattro serão equipados com uma tração elétrica de quatro rodas, painéis solares, baterias recarregáveis e câmeras de alta definição.

Audi Lunar Quattro. Créditos: PT Scientists.
Audi Lunar Quattro. Créditos: PT Scientists.

Considerando que eles estão em uma competição, os cientistas não revelaram muitos detalhes sobre o hardware que estão desenvolvendo, mas a equipe parece estar fazendo uma oferta séria para ter sucesso.

Se eles conseguirem a sua missão, o Lunar Quattro só poderá chegar a 200 metros do local de aterrissagem do Apollo Lunar Roving Vehicle, porque a NASA está interessada em preservar o local histórico da Lua para futuras gerações ver. Todavia, os Cientistas da PT querem fotografar o local.

Os astronautas não voltaram à Lua desde 1972, devido a cortes orçamentários e mudanças nas prioridades. A NASA mudou seu foco para a Estação Espacial Internacional e a exploração de Marte.

Mas a competição X Prize nos dá a chance de finalmente fazer uma longa viagem para a superfície lunar, mesmo que seja com veículos automatizados ao invés de pessoas. [ScienceAlert].

Giovane Santana

Sou baiano, tenho 16 anos e sou fascinado pelo Cosmos.