Planetas

NASA desvenda o mistério dos pontos de luz na atmosfera da Terra

Se você assistir alguns vídeos da Terra a partir do espaço, você pode notar flashes repentinos de luz. Isso já têm sendo observado há décadas, mas agora os cientistas descobriram o que está os causando: cristais de gelo.

Os flashes foram descobertos pela primeira vez no início de 1990 por Carl Sagan e seus colegas. Agora, o DSCOVR da NASA (Deep Space Climate Observatory) forneceu dados suficientes para compreendê-los. Os reflexos são causados por cristais de gelo horizontais de alta altitude. Até agora, o DSCOVR Earth Polychromatic Imaging Camera (EPIC) observou 866 deles.

Screenshot_5

A equipe de Sagan usou a sonda Galileo, lançada em 1989, quando ela passou perto da Terra em 1990. A equipe queria saber se eles podiam contar algo sobre a vida na Terra olhando fotos do nosso planeta. Eles pensaram que os flashes eram reflexos sobre os oceanos, mas depois os cientistas perceberam que os brilhos apareciam sobre a terra também.

“Encontramos alguns flashes muito brilhantes sobre a terra”, disse Alexander Marshak, cientista do projeto DSCOVR no Goddard Space Flight Center da NASA . “Quando eu vi pela primeira vez, pensei que talvez houvesse água lá, ou um lago que reflete a luz do Sol. Mas o brilho é muito grande, então não era isso”, concluiu ele.

Mas você pode se perguntar: Qual a importância disso? Bom, esta descoberta de cristais de gelo nos faz entender o quanto a luz solar é refletida no espaço por questões atmosféricas.

Outro ponto importante sobre ela é que está relacionada com exoplanetas. Semelhante ao que Sagan tinha imaginado, esses flashes podem ser visíveis usando instrumentos sofisticados e podem nos dizer muito sobre a atmosfera de um planeta distante. [IFLS]

Continue lendo...