Exoplanetas

Astrônomos encontram planeta estranho a 900 anos-luz da Terra

Alguns dos planetas que descobrimos fora do nosso Sistema Solar são chamados de Júpiters quentes, grandes mundos que orbitam extremamente perto de sua estrela. E agora, cientistas relatam a descoberta de um planeta particularmente estranho.

extra_large-1516631043-cover-image

Chamado de CoRoT-2b, o planeta está localizado a 930 anos-luz da Terra. Leva apenas 1,7 dias terrestres para orbitar a sua estrela hospedeira, orbitando tão perto (10 vezes mais perto do que Mercúrio do nosso Sol) que um lado do planeta provavelmente está bloqueado à estrela – isso significa que, devido à intensa gravidade, um lado sempre enfrenta luz intensa.

Até agora, estudamos as temperaturas de nove planetas semelhantes e descobrimos que a parte mais quente em todos eles estava no ponto mais próximo da sua estrela, ou ligeiramente para o leste.

No entanto, o CoRoT-2b é incomum, porque pesquisadores liderados pela Universidade McGill em Montreal, Canadá, descobriram que o ponto quente deste planeta é, na verdade, no ocidente do seu centro. Isso pode sugerir que o planeta tem ventos que viajam na direção oposta, o que representa uma série de novas questões.

“A natureza nos jogou em uma curva”, disse Nicolas Cowan, co-autor do estudo. “Neste planeta, o vento sopra no caminho errado”, disse ele.

A equipe propõe uma série de idéias para o planeta estranho. Pode ser que o planeta esteja girando tão lentamente que permitiria que seus ventos viajassem para trás, como Vênus em nosso Sistema Solar.

Outra ideia é que o campo magnético do planeta está interagindo com sua atmosfera e causando a mudança no vento, o que poderia nos dar uma chance rara de estudar o campo magnético de um exoplaneta.

Há definitivamente algo estranho acontecendo aqui. Embora ainda não sabemos com certeza, o CoRoT-2b se destaca no quão estranho e maravilhoso o universo pode ser. [IFLS]

Alexsandro Mota

Nordestino, um grande amante da astronomia e divulgador científico há quase uma década. Sou o criador do projeto Mistérios do Espaço e dedico meu tempo a tornar a astronomia mais acessível.