‘Mega estrutura alienígena’ entra em ação novamente e astrônomos ficam intrigados

A estrela mais estranha do Universo de repente começou a entrar ação novamente, já que os pesquisadores relatam que sua luz começou a escurecer de maneiras bizarras – exatamente como fez há dois anos, quando ela deixou os cientistas perplexos com suas emissões de luz irregulares.

Desta vez, podemos ver a pesquisa em ação, porque no fim de semana os astrônomos começaram a se apavorar no Twitter, dizendo a todos que um telescópio enorme pode ajudá-los a descobrir o que realmente está acontecendo.

Em 2009 foi descoberta a estrela da “megaestrutura alienígena” – conhecida oficialmente como KIC 8462852, ou estrela de Tabby – está localizada a cerca de 1.500 anos-luz de distância, entre as constelações Cygnus e Lyra da Via Láctea.

No final de 2015, uma equipe de astrônomos liderada por Tabetha Boyajian da Universidade de Yale percebeu algo peculiar – um estranho padrão de luz que envolve a estrela e até hoje ninguém conseguiu explicar.

Uma das melhores maneiras dos cientistas localizarem e estudarem estrelas distantes como esta é rastrear como elas emitem luz – picos periódicos no brilho podem revelar a existência de um ou mais objetos grandes orbitando-a de uma forma regular. Estes picos no brilho são geralmente muito rápidos, com as estrelas escurecendo tipicamente menos de 1% a cada poucos dias, semanas, ou meses, dependendo do tamanho dos planetas que orbitam-a.

Mas o que difere a KIC 8462852 das outras é que ela possui picos erráticos de até 22%, e não há nenhuma órbita periódica acontecendo lá – apenas um monte de formas irregulares de bloqueio de luz, sem nenhum padrão descritível para eles. Os padrões de 2015 eram tão estranhos, que até levaram um cientista a lançar a possibilidade de que uma “megaestrutura alienígena” estivesse mexendo com suas emissões.

Agora, a estrela voltou a escurecer novamente na última sexta-feira e de repente tinha diminuído em 3% em apenas alguns dias.

Isto aqui representa a queda do brilho da estrela.

Isto aqui representa a queda do brilho da estrela.

“E por isso estamos oficialmente em alerta, e estamos pedindo aos astrônomos com telescópios para pegar espectros da estrela”, disse Jason Wright, da Penn State University.

Quando Wright fez perguntas ao público no fim de semana, ele disse que é improvável que o mistério de KIC 8462852 seja resolvido imediatamente.

Mas temos agora muitos astrônomos de todo o mundo atentos sobre o caso, e um monte de novos dados, por isso estamos melhor colocados do que nunca para descobrir o que está por trás desses padrões de luz inexplicáveis. [ScienceAlert]

Sou natural de Conceição do Coité, na Bahia e atualmente trabalho com a divulgação científica na internet, principalmente nas páginas Universo Racionalista e Mistérios do Espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *