Nova imagem de Júpiter revela detalhes impressionantes

Seus olhos vão brilhar com esta fantástica imagem de Júpiter, registrada pela nave espacial Juno da NASA, que está atualmente em órbita ao redor do gigante do gás.

Registrada em 10 de julho, a imagem já foi processada pelos cientistas Gerald Eichstädt e Seán Doran. Ela mostra uma tempestade oval anticiclônica de longa duração na região polar norte de Júpiter, chamada NN-LRS-1.

NN-LRS-1 é a terceira maior tempestade anticiclônica em Júpiter, e mede cerca de 6.000 quilômetros. A tempestade vêm sendo observada desde 1993, mas é possível que seja mais antiga do que isso. Por exemplo, a Grande Mancha Vermelha, a tempestade mais famosa, já ocorre há mais de 400 anos.

Quando a Juno tirou essa foto, ela estava a cerca de 11.444 quilômetros acima das nuvens de Júpiter. A nave espacial continua ao redor do gigante de gás, com sua órbita alongada de 53 dias, levando-a até 3 milhões de quilômetros de distância.

content-1501846010-pia21776

A Juno já nos ensinou muito sobre Júpiter. Ela observou que o motor do campo magnético de Júpiter, seu dínamo, pode não ser seu núcleo (como a Terra), mas em vez disso, mais perto da “superfície”, acima de uma camada de hidrogênio metálico.

Um dos principais objetivos da missão é realmente descobrir como é o interior de Júpiter, registrando medidas de gravidade. No momento, ainda não temos certeza se ele possui um núcleo sólido ou líquido.

No entanto, ainda obteremos imagens muito mais bonitas com a Sonda Juno. No site da sonda, você pode dar uma olhada em algumas das imagens processadas e brutas. [ScienceAlert]

Sou natural de Conceição do Coité, na Bahia e atualmente trabalho com a divulgação científica na internet, principalmente nas páginas Universo Racionalista e Mistérios do Espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *